#TuromasTechnology

TFS, o sistema de planimetria avançada idealizado pela Turomas

#TUROMASTechnology

A superfície das mesas de corte Turomas, tal como no resto dos fabricantes, era principalmente fabricada em madeira. A madeira é um material vivo que experiencia alterações com o frio, o calor e, sobretudo, com a humidade. A deformação que sofre quando absorve humidade encontra-se em detrimento direto do corte otimizado do vidro.

A preocupação e busca incessante por uma qualidade excecional no corte do vidro motivou o redesign das mesas: a madeira foi eliminada por completo da zona de apoio do vidro e foi substituída por alumínio. Uma medida que conferiu maior estabilidade à estrutura.

Sobre o alumínio é aplicado um fenólico. A ponte de corte por sua vez retifica este revestimento para acabar com qualquer ondulação e obter uma tolerância de planimetria com um paralelismo perfeito entre a mesa e a ferramenta de corte.  Deste modo, a estabilidade e a precisão na riscagem e no seccionamento estão garantidas, algo imprescindível no vidro de espessura reduzida.

Além disto, o componente fenólico é altamente resistente à água, à humidade, aos elevados graus de vapor, a muitos produtos químicos e pouco vulnerável aos danos causados por impactos e flexões.

O sistema TFS de planimetria avançada, em conjunto com a ferramenta de corte patenteada 4-Tool, proporcionou um corte impecável desde os 2 até aos 25 milímetros, bem como uma maquinaria duradoura no tempo e resistente às condições externas. Nenhum outro fabricante no mercado implementou um procedimento igual.

A combinação de material de alumínio e painel fenólico apresentam mais duas vantagens. Por um lado, a simplicidade no momento de substituir um tapete por outro. Por outro lado, o imediatismo na saída do ar para a superfície da mesa, já que a porosidade da madeira provocava a perda do fluxo de ar.

COMPARTE

Share on facebook
Comparte
Share on twitter
Tweet
Share on linkedin
Comparte